Artista Dedé: Entre Linhas

Por: Renata Mello
Dedé* é um artista baiano com influências catalãs, que desenvolve quadros, objetos e murais a partir de sua expertise em publicidade e design gráfico. Seu processo criativo começa com linhas compostas no papel que depois são transferidas para o computador, buscando através deste ferramental, maior precisão a sua intensão artística.
As matérias primas que servem como base de suas obras, variam conforme os achados do artista, adotando por vezes o couro, a borracha e a madeira, onde são impressos seus traçados. As cores de fundo de suas produções também são oriundas dos próprios materiais garimpados, variando muito de trabalho para trabalho, mas tendem a ser tons mais fechados, trazendo um ar de contemporaneidade e sofisticação.
Seus trabalhos estão expostos na Arte Hall Galeria e podem ser conferidos até dia 01 de Março de 2018. Veja alguns destaques desta mostra:

Este slideshow necessita de JavaScript.

Fotos: Renata Mello
*Renato Lins
Anúncios

Casa Portoro

Por: Renata Mello

A Casa Portoro é um novo ponto de encontro de arquitetos, designers e artistas. O local possui 14 ambientes decorados, com propostas que buscam atender aos mais variados gostos e preferências. É possível encontrar soluções dentro do estilo urbano, do contemporâneo até ligadas a Pop Art.

Os espaços foram elaborados por profissionais do segmento de interiores visando expor revestimentos atuais, peças de arte e produtos voltados a decoração, facilitando desta forma, a escolha destes itens por parte dos clientes e arquitetos. Vale a pena conferir!

Este slideshow necessita de JavaScript.

Fotos: Renata Mello, 2018

Curso:: Universo das cores na arquitetura de interiores: teoria e prática

Por: Renata Mello

colors-2971219_960_720

Foto: Pixabay

No primeiro semestre de 2018, Renata Mello ministrará o curso “Universo das Cores na Arquitetura de Interiores: teoria e prática” na Universidade Aberta do Tempo Útil da Universidade Presbiteriana Mackenzie.

O objetivo será instruir os alunos sobre o universo teórico e prático das cores para a aplicação harmônica nos diversos estilos de arquitetura de interiores. As inscrições estão abertas para todos os interessados maiores de 18 anos. As aulas serão terças ou quintas-feiras no período da manhã ou tarde em 16 encontros de 90 minutos. 

Valor do Investimento: 5 parcelas de R$ 160,00.

Para maiores informações: http://up.mackenzie.br/extensao/uatu/

 

Curso: Psicologia das cores aplicada na decoração

Por: Renata Mello

Slide2

OBJETIVO GERAL: Instruir os alunos sobre o universo teórico e prático das cores para a aplicação harmônica nos diversos estilos de decoração residencial.

OBJETIVOS ESPECÍFICOS:

– Capacitar o aluno a compreender sobre a psicologia das cores, para adoção cromática adequada;

– Ampliar o repertório do aprendiz através de exposições fotográficas dos ambientes decorados, fomentando debates sobre a aplicação das cores e estilos adotados.

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO

– Psicologia das cores;

– Sistema de harmonização cromática;

– Métodos para aplicação das cores nos ambientes.

PROGRAMAÇÃO:

09:30hs – 10:00hs – Breve apresentação

10:00hs – 12:00hs- Aula sobre psicologia das cores (parte 1)

12:00hs – 13:00hs- Almoço (não incluso no valor do curso)

13:00hs – 15:00hs- Aula sobre psicologia das cores (parte 2)

15:00hs – 15:30hs – Coffee Break

15:30hs – 17:00hs- Composições cromáticas para a decoração

DATA: 21/10/2017

DURAÇÃO: 6:30hs

VALOR DO INVESTIMENTO: R$ 224,00**

LOCAL COM ACESSIBILIDADE: Rua: Oscar Freire, 2250 – Sala de Eventos (próximo ao metrô Sumaré)

VAGAS LIMITADAS

** Mini Currículo: Renata Mello é arquiteta e urbanista com mestrado voltado aos temas da acessibilidade e do desenho universal pela Universidade Presbiteriana Mackenzie. Possui 17 anos de experiência no desenvolvimento de projetos de reformas de ambientes internos residenciais, comerciais e hospitalares, atuando em todas fases, desde planejamento, viabilização financeira, gerenciamento de equipes, negociação com fornecedores e administração de obras. Nos últimos anos desempenha também atividades como educadora acadêmica, onde explicita suas experiências práticas de projetos e obras, acrescidos de conhecimentos adquiridos durante 5 anos como coordenadora do grupo de trabalho sobre mobiliário internos e urbanos que compunha o processo de revisão da NBR 9050:2004 da ABNT. Administra também blog http://www.renatamello.blog

*Valor inclui: 1 aula expositiva, coffee break e certificado digital.

Inscreva-se aqui!

Palestra: Cores e o futuro

Por: Renata Mello

Slide3

 

‘Já parou para pensar que o futuro está logo ali?’

 

A professora Renata Mello abordará sobre as principais tendências tecnológicas e comportamentais de áreas como medicina, arquitetura, robótica e como essas transformações irão interferir nas cores, nos ambientes e no modo de viver.

Serão 3 horas de pura imersão neste assunto! Participem.

Para inscrições, click aqui!

Gabriel recebe a Bontempo

Por: Renata Mello

A Alameda Gabriel Monteiro da Silva, famosa rua paulistana por concentrar lojas voltadas a decoração, recebe nesta segunda (4) mais uma grife do setor moveleiro. A empresa Bontempo chega trazendo novas opções de acabamento e altas tecnologias que permitem maior flexibilização nos projetos de armários planejados contribuindo com arquitetos e designers de interiores.

Confira os espaços e detalhes observados por Renata durante a inauguração:

Este slideshow necessita de JavaScript.

Fotos: Renata Mello

O que é o Universal Design?

Por: Renata Mello

Atelier Artista (2)

Foto: Renata Mello – 1ª Mostra Casa e Corporativo Acessíveis – 2010

O Universal Design é um conceito que surgiu nos Estados Unidos e se popularizou no Brasil como Desenho Universal. Trata-se de uma forma de conceber os projetos, produtos ou serviços para a maior extensão possível das pessoas, incluindo as variações antropométricas, sensoriais e de compreensão.

Para tanto, os profissionais devem observar sete princípios que servem como norteadores, no desenvolvimento dos seus projetos. Aspectos como: proporcionar igualdade de uso dos espaços e produtos; o de criar opções de acesso ou manuseio respeitando as preferencias e habilidades individuais; o de minimizar o risco de acidentes; o de oferecer mais de uma forma de alerta em áreas que demandam mais atenção; o de ser simples e intuitivo facilitando na utilização de um equipamento ou ambiente; o de proporcionar áreas de aproximação e condições para desempenhar as atividades propostas; e o de assegurar baixo esforço físico.

Na prática, significa por exemplo, criar ambientes inclusivos que atendam a diversidade humana, como é o caso do “atelier do estilista de moda jovem” elaborado pela arquiteta Maria Fernanda Rodrigues para a 1ª Mostra Casa e Corporativo – 2010. O projeto propôs bancada de trabalho ergonômica e mobiliários de apoio que permitiam que uma pessoa sentada em cadeira de rodas ou de escritório, acessasse todas as áreas disponíveis.

Com essa mudança de paradigma, as soluções arquitetônicas, tecnológicas e de design podem proporcionar melhores condições de uso e percepção para uma maior extensão possível de pessoas, beneficiando diretamente aos idosos, crianças, obesos, gestantes e pessoas com deficiência que encontram mais barreiras físicas, porque suas necessidades nem sempre são contempladas.