BlindWiki Brasil: Criação de Cartografia Sonora Colaborativa

Por: Renata Mello

Equipe da BlindWiki Brasil junto com os voluntários durante visita a Casa Modernista em São Paulo

PORTUGUÊS

A primeira edição do projeto BlindWiki Brasil ocorreu durante todo o mês de agosto nas cidades de São Paulo e Sorocaba, com recursos do PROAC – Programa de Ação Cultural São Paulo, tendo como lançamento oficial do projeto o dia 3 e encerramento no dia 26 na Unibes Cultural.

Durante 23 dias ocorreram 9 rotas culturais com o objetivo de convidar os participantes a desacelerarem do ritmo frenético de suas próprias cidades e passarem a sentir os espaços urbanos sob outros prismas. Os quase 100 voluntários puderam notar variados odores das ruas, apreender distintos ambientes sonoros, tecer novas histórias sobre territórios já conhecidos como a Avenida Paulista ou ainda pouco explorados como a primeira Casa Modernista do Brasil.

Os registros destas descobertas foram feitos através de áudios enviados diretamente no aplicativo gratuito BlindWiki, disponível para Android e IOS. Os resultados surpreendem pela diversidade de comentários tanto por pessoas com deficiência visual como videntes. É possível ouvir cada relato associado ao exato local da gravação, graças a um sistema de geolocalização.

Como resultado, gerou-se uma cartografia sonora colaborativa, na qual cada pessoa cadastrada no aplicativo, teve a liberdade de expressar seus pensamentos, impressões, dicas culturais e até reivindicar questões de acessibilidade, revelando informações do que não é visível na sociedade.

Mas afinal, o que é o projeto BlindWiki?

O projeto BlindWiki é uma obra de arte interativa e colaborativa criada pelo espanhol Antoni Abad, que coloca as pessoas com deficiência visual como protagonistas do processo de criação de cartografias sonoras colaborativas, mas não se restringe só a esse grupo. O importante é criar uma comunidade entre os participantes, que juntos gerem registros sonoros únicos que beneficiam todos os envolvidos.

Antoni já levou essa proposta artística para a Itália, Polônia, Austrália, Alemanha e agora o Brasil. O objetivo é deixar essa semente de construção coletiva em cada local por onde passa, na esperança de que esse exercício diário de registrar as percepções pessoais não cesse.

A permanência do projeto em cada país, depende da continuidade de cada voluntário. Antoni afirma que quanto mais gravações os colaboradores fizerem, mais agregador o aplicativo se torna. Espera-se que os brasileiros tomem gosto por registrar suas vivências e sigam postando suas contribuições na comunidade BlindWiki.

Para acompanhar as novidades do projeto é só acessar o site www.blind.wiki e seguir o @blindwikibr no Instagram.

Ficha técnica do projeto BlindWiki no Brasil – 1◦ edição

Artista: Antoni Abad

Curadoria: Bruna Battistini

Produção: Silvia Stecca

Comunicação: Moreno Mota

Redes sociais: Raffaella Braga

Assessoria de imprensa: Larissa Gallep

Coordenadores: Renata Lima de Mello e Audmara Veronese                            

Coordenador Rota Paulista: José Vicente de Paula

Coordenadora Rota Paulista: Margarete Jardim

Coordenador Rota Centro: Sidney Tobias

Assessoria Acessibilidade: Tuca Munhoz

Coordenador Técnico: Marta Lima Dias

Realização: Madrid Assessoria e Comunicação LTDA

Para saber mais do projeto:

Vídeo de Lançamento do Projeto no Brasil – https://youtu.be/O8uB-vGDS8s

Matéria da TVT – https://youtu.be/ywpr39Q56Qg

Folha de São Paulo – BlindWiki: App ajuda pessoas cegas a trocar impressões – 22/08/2022 – Cotidiano – Folha – https://www1.folha.uol.com.br/cotidiano/2022/08/pessoas-com-deficiencia-visual-usam-aplicativo-para-fazer-mapa-sensorial-de-lugares-e-obras.shtml

Blog do Fotógrafo Teco Barbero – https://tecobarbero.blogspot.com/2022/08/teco-barbero-cobre-projeto-blind-wiki.html

Instagram da Renata Mello com imagens do projeto – @renatamello.blog

BlindWiki Brasil: Creación de Cartografía Sonora Colaborativa

Por: Renata Mello

ESPAÑOL

La primera edición del proyecto BlindWiki Brasil se realizó durante todo el mes de agosto en las ciudades de São Paulo y Sorocaba, con recursos del PROAC – Programa de Acción Cultural de São Paulo, con lanzamiento oficial del proyecto el día 3 y cierre el día 26 en Unibes Cultural.

Durante 23 días se llevaron a cabo 9 rutas culturales con el objetivo de invitar a los participantes a desacelerar el ritmo frenético de sus propias ciudades y empezar a sentir los espacios urbanos bajo diferentes prismas. Los cerca de 100 voluntarios pudieron percibir diferentes olores callejeros, apropriarse de diversos ambientes sonoros, hilvanar nuevas historias sobre territorios ya conocidos como la Avenida Paulista o aún poco explorados como la primera Casa Modernista de Brasil.

Los registros de estos hallazgos se realizaron a través de audios enviados directamente a la aplicación gratuita BlindWiki, disponible para Android e IOS. Los resultados sorprenden por la diversidad de comentarios tanto de personas con discapacidad visual como videntes. Es posible escuchar cada informe asociado a la ubicación exacta de la grabación, gracias a un sistema de geolocalización.

Como resultado se generó una cartografía sonora colaborativa, en la que cada persona registrada en la aplicación tuvo la libertad de expresar sus pensamientos, impresiones, tips culturales e incluso denunciar problemas de accesibilidad, revelando información que no es visible en la sociedad.

Pero, ¿qué es el proyecto BlindWiki?

El proyecto BlindWiki es una obra de arte interactiva y colaborativa creada por el artista español Antoni Abad, que sitúa a las personas con discapacidad visual como protagonistas en el proceso de creación de cartografías sonoras colaborativas, pero no se limita a este colectivo. Lo importante es crear una comunidad entre los participantes, quienes juntos generan grabaciones sonoras únicas que benefician a todos los involucrados.

Antoni ya ha llevado esta propuesta artística a Italia, Polonia, Australia, Alemania y ahora a Brasil. El objetivo es dejar esta semilla de construcción colectiva en cada lugar por donde pasa, con la esperanza de que este ejercicio diario de registro de percepciones personales no cese.

La permanencia del proyecto en cada país depende de la continuidad de cada voluntario. Antoni dice que cuantas más grabaciones hagan los colaboradores, más agregadora se vuelve la aplicación. Se espera que los brasileños disfruten registrando sus experiencias y continúen publicando sus contribuciones a la comunidad BlindWiki.

Para seguir las novedades del proyecto, basta con acceder al sitio web www.blind.wiki y seguir a @blindwikibr en Instagram.

Ficha técnica del proyecto BlindWiki en Brasil – 1ª edición

Artista: Antonio Abad

Curadora: Bruna Battistini

Productor: Silvia Stecca

Comunicación: Moreno Mota

Redes sociales: Raffaella Braga

Oficina de prensa: Larissa Gallep

Coordinadoras: Renata Lima de Mello y Audmara Veronese

Coordinador Ruta Paulista: José Vicente de Paula

Coordinadora Ruta Paulista: Margarete Jardim

Coordinador de la ruta del centro: Sidney Tobias

Asesor de accesibilidad: Tuca Munhoz

Coordinadora Técnica: Marta Lima Dias

Organiza: Madrid Assessoria e Comunicação LTDA

Para saber más sobre el proyecto:

Video de lanzamiento del proyecto en Brasil – https://youtu.be/O8uB-vGDS8s

Artículo TVT – https://youtu.be/ywpr39Q56Qg

Folha de São Paulo – BlindWiki: App ayuda a ciegos a intercambiar impresiones – 22/08/2022 – La vida cotidiana – Folha – https://www1.folha.uol.com.br/cotidiano/2022/08/pessoas-com- deficiencia -aplicacion-de-uso-visual-para-hacer-mapa-sensorial-de-lugares-y-obras.shtml

Fotógrafo Teco Barbero Blog – https://tecobarbero.blogspot.com/2022/08/teco-barbero-cobre-projeto-blind-wiki.html

Instagram de Renata Mello con imágenes del proyecto – @renatamello.blog

Live: Tendências e Cores para 2020

Por: Renata Mello

Divulgaçao

PORTUGUÊS

Neste encontro, Renata conversará sobre as mudanças sociais, tecnológicas e artísticas e suas correlações sobre as cores tendências.

Live 29/04 às:
13:00hs – Brasil
18:00hs – Espanha
Instagram: @tamojuntonalive

Breve currículo

A paulistana Renata Mello é gestora cultural, professora universitária e arquiteta especializada em cores e acessibilidade, com 19 anos de experiência profissional. Formada em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade Presbiteriana Mackenzie em 2002, recebeu anos depois o título de Mestre em Arquitetura e Urbanismo pela mesma Instituição. Nos anos de 2018 a 2020 residiu em Barcelona para realizar seu segundo mestrado em Gestão Cultural pela Universitat Internacional de Catalunya.
Atualmente regressou a sua cidade natal para ministrar cursos e palestras sobre os campos da arte, arquitetura e administração. Em paralelo, escreve também sobre as novas tendências destes mercados no seu blog pessoal.

Blog: www.renatamello.blog
Instagram: @renatamello.blog

 

Live: Tendencias y colores para 2020

ESPAÑOL
En esta reunión, Renata hablará sobre los cambios sociales, tecnológicos y artísticos y sus correlaciones sobre los colores de tendencia.

En vivo el 29 de abril a las:
13: 00hs – Brasil
6:00 pm – España
Instagram: @tamojuntonalive

Breve currículum

Renata Mello de São Paulo es una gestora cultural, profesora universitaria y arquitecta especializada en colores y accesibilidad, con 19 años de experiencia profesional. Graduada en Arquitectura y Urbanismo por la Universidade Presbiteriana Mackenzie en 2002, recibió años más tarde el título de Master en Arquitectura y Urbanismo por la misma institución. En los años 2018 a 2020 residió en Barcelona para cursar su segundo máster en Gestión Cultural de la Universitat Internacional de Catalunya.
Actualmente, ha regresado a su ciudad natal para impartir cursos y conferencias sobre los campos del arte, la arquitectura y la administración. Paralelamente, también escribe sobre nuevas tendencias en estos mercados en su blog personal.

Blog: www.renatamello.blog
Instagram: @ renatamello.blog

Barcelona: Hospital Santa Creu i Sant Pau

Por: Renata Mello

PORTUGUÊS

Barcelona é uma cidade que possui muitas obras singulares da arquitetura mundial, tendo como destaque as instalações do antigo “Hospital Santa Creu i Sant Pau”. Esse local possui um impressionante conjunto arquitetônico idealizado originalmente por 48 pavilhões destinados a saúde, os quais foram projetados pelo arquiteto modernista catalão Lluís Domènech i Montaner no ano de 1901. Concretamente apenas 27 edifícios foram construídos entre 1902 a 1930, mas somente 16 seguiram o projeto original.

Montaner estudou o que havia de vanguarda para a época do ponto de vista médico, tecnológico e arquitetônico e propôs soluções espaciais que nasciam em função das necessidades humanas. Após um período de pesquisas, o arquiteto projetou edifícios com numerosas janelas, implantados estrategicamente no terreno segundo a importância de suas funções dentro do sistema hospitalar. Além disso, os prédios foram posicionados para facilitar a entrada de luz natural, a ventilação constante e permitir o contato visual entre o interior e o jardim proposto, criando uma atmosfera salubre. As soluções adotadas favoreciam a pronta recuperação dos pacientes e melhoravam as condições laborais dos médicos e demais trabalhadores.

Efetivamente as atividades do complexo se iniciaram em 1916 e foram até 2009, mas desde 1997 é considerado Patrimônio Mundial da UNESCO, transcendendo sua importância inicial. Atualmente o antigo “Hospital Santa Creu i Sant Pau” está aberto à visitação e convida aos amantes das artes e da boa arquitetura a desfrutar deste lugar que encanta os olhos e traz paz a alma.

A seguir encontra-se uma exposição fotográfica contendo imagens captadas por Renata Mello, durante visita realizada em setembro de 2019. Desfrutem!

Este slideshow necessita de JavaScript.

ESPAÑOL

Barcelona es una ciudad que tiene muchas obras únicas de arquitectura mundial, destacando las instalaciones del antiguo “Hospital Santa Creu i Sant Pau“. Este sitio tiene un impresionante conjunto arquitectónico diseñado originalmente por 48 pabellones de salud, que fueron diseñados por el arquitecto modernista catalán Lluís Domènech i Montaner en el año 1901. Específicamente, solo se construyeron 27 edificios entre 1902 y 1930, pero 16 siguieron el proyecto original.

Montaner estudió lo que estaba a la vanguardia de la época desde un punto de vista médico, tecnológico y arquitectónico, y propuso soluciones espaciales que nacieron en respuesta a las necesidades humanas. Después de un período de investigación, el arquitecto diseñó edificios con numerosas ventanas, ubicadas estratégicamente en el suelo de acuerdo con la importancia de sus funciones dentro del sistema hospitalario. Además, los edificios se colocaron para facilitar la entrada de luz natural, ventilación constante y permitir el contacto visual entre el interior y el jardín propuesto, creando una atmósfera saludable. Las soluciones adoptadas favorecieron la pronta recuperación de los pacientes y mejoraron las condiciones de trabajo de los médicos y otros trabajadores.

De hecho, las actividades del complejo comenzaron en 1916 y fueron hasta 2009, pero desde 1997 se considera Patrimonio de la Humanidad por la UNESCO, trascendiendo su importancia inicial. Hoy en día, el antiguo “Hospital Santa Creu i Sant Pau” está abierto a los visitantes e invita a los amantes de las artes y la buena arquitectura a disfrutar de este lugar que deleita los ojos y trae paz al alma.

A continuación, se muestra una exposición fotográfica que contiene imágenes tomadas por Renata Mello durante una visita realizada en septiembre de 2019. ¡Disfruta!

Este slideshow necessita de JavaScript.

Pavilhão Alemão de Barcelona

Por: Renata Mello

PORTUGUÊS

O Pavilhão Alemão projetado pelo arquiteto Mies van der Rohe foi construído para uma exposição internacional que ocorreu na cidade de Barcelona em 1929 e se tornou um importante símbolo do Movimento Moderno. Esse edifício emblemático também conhecido pelos arquitetos como Pavilhão Barcelona, existiu até 1930, quando foi desmontado.

Pela relevância da linguagem do edifício e novas soluções técnicas para a época, decidiu-se reconstruir este edifício a partir dos documentos originais, tendo como data de inauguração o ano de 1986. Atualmente os amantes de arquitetura podem percorrer os espaços abertos do Pavilhão, admirar a escultura localizada ao fundo e sentar em uma “Cadeira Barcelona” para desfrutar da paisagem ao redor. Uma parada obrigatória aos estudantes e arquitetos que passam pela cidade catalã.

Confira o álbum com fotos atuais: 

Este slideshow necessita de JavaScript.

Fotos: Renata Mello, 2018

Para saber mais: “Um passeio virtual pelo Pavilhão de Barcelona de Mies van der Rohe” do Arch Daily

 

Pabellón Alemán de Barcelona

ESPAÑOL

Por: Renata Mello

El Pabellón Alemán proyectado por el arquitecto Mies van der Rohe fue construido para una exposición internacional que tuvo lugar en la ciudad de Barcelona en 1929 y se convirtió en un importante símbolo del Movimiento Moderno. Este edificio emblemático también conocido por los arquitectos como Pabellón Barcelona, ​​existió hasta 1930, cuando fue desmontado.

Por la relevancia del lenguaje del edificio y nuevas soluciones técnicas para la época, se decidió reconstruir este edificio a partir de los documentos originales, teniendo como fecha de inauguración el año 1986. Actualmente los amantes de la arquitectura pueden recorrer los espacios abiertos del Pabellón, admirar la escultura ubicada al fondo y sentarse en una “Silla Barcelona” para disfrutar del paisaje circundante. Una parada obligada a los estudiantes y arquitectos que pasan por la ciudad catalana.

El álbum con fotos actuales:

Este slideshow necessita de JavaScript.

Fotos: Renata Mello, 2018

Para saber más: “Un paseo virtual por el Pabellón de Barcelona de Mies van der Rohe” del Arch Daily

Casa Batlló: Antoni Gaudí

Por: Renata Mello
PORTUGUÊS
A Casa Batlló é uma parada obrigatória para quem visita Barcelona e é amante das artes e da arquitetura. A construção é de autoria do reconhecido arquiteto modernista catalão Antoni Gaudí (1852-1926).
Essa obra se destaca na paisagem urbana por possuir um estilo próprio, apresentando formas orgânicas inspiradas na natureza. A fachada é multicolorida por ladrilhos e vidros que se harmonizam com os terraços brancos em formato de máscaras. O cenário só muda no dia de “Sant Jordi” (São Jorge), quando flores vermelhas são adicionadas as sacadas em celebração ao santo.
Dizem que a cobertura da casa remete as escamas de um dragão e a cruz de 4 pontas associa-se a espada de São Jorge, por isso esse emblemático edifício muda sua roupagem durante essa comemoração.
Não somente o exterior vale ser apreciado. O interior do edifício é uma viagem surreal que o visitante pode experimentar. Além dos elementos físicos existentes, é possível solicitar um audioguia com realidade aumentada que transmite cenas de como os espaços eram originalmente compostos, permitindo uma imersão mais completa.
A casa é cheia de detalhes. Antoni Gaudí buscou projetar todos os elementos construtivos da casa, desde a maçaneta, os vitrais, os ladrilhos, até os revestimentos da cobertura. O resultado é surpreendente. Vale a visita!
Confira a seguir algumas imagens criadas a partir de fotos extraídas em visita recente a Casa Batlló.

 

Este slideshow necessita de JavaScript.

Fotos: Renata Mello, 2018
ESPAÑOL
La Casa Batlló es una parada obligada para quien visita Barcelona y es amante de las artes y la arquitectura. La construcción es de autoría del reconocido arquitecto modernista catalán Antoni Gaudí (1852-1926).
Esta obra se destaca en el paisaje urbano por poseer un estilo propio, presentando formas orgánicas inspiradas en la naturaleza. La fachada es multicolor por azulejos y vidrios que se armonizan con las terrazas blancas en forma de máscaras. El escenario sólo cambia el día de Sant Jordi, cuando las flores rojas se agregan los balcones en celebración al santo.
Se dice que la cubierta de la casa remite las escamas de un dragón y la cruz de 4 puntas se asocia con la espada de San Jordi, por lo que ese emblemático edificio cambia su ropaje durante esa conmemoración.
No sólo el exterior vale ser apreciado. El interior del edificio es un viaje surrealista que el visitante puede experimentar. Además de los elementos físicos existentes, es posible solicitar un audioguía con realidad aumentada que transmite escenas de cómo los espacios eran originalmente compuestos, permitiendo una inmersión más completa.
La casa está llena de detalles. Antoni Gaudí buscó proyectar todos los elementos constructivos de la casa, desde la manija, los vitrales, los ladrillos, hasta los revestimientos de la cubierta. El resultado es sorprendente. ¡Vale la visita!
A continuación algunas imágenes creadas a partir de fotos extraídas en una visita reciente a Casa Batlló.

 

Este slideshow necessita de JavaScript.

Fotos: Renata Mello, 2018

Psicologia das cores

Por: Renata Mello

girl-2696947_960_720

Foto: Pixabay
As cores estão presentes no dia a dia das pessoas compondo as paisagens naturais e os ambientes construídos. Elas interferem tanto na emoção como na razão, variando conforme o contexto cultural nas quais estão inseridas.
Esse é um tema muito instigante e é tratado no livro ” A psicologia das cores” de Eva Heller em que são discutidos os universos: subjetivo e objetivo das cores a partir de pesquisa realizada juntos aos cidadãos alemães. Se essa investigação fosse aplicada em outra comunidade, os resultados poderiam ser diferentes, pois os valores, costumes e tradições interferirem na interpretação de cada cor.
Mas independente das variações culturais, a maior parte dos indivíduos são impactados pelas cores, até algumas pessoas com deficiência visual relatam que apesar de não enxergarem sentem vibrações distintas conforme a cor refletindo diretamente nas suas percepções.
Desta forma, os publicitários, arquitetos, estilistas, artistas e demais profissionais que trabalham com a composição cromática costumam estudar com profundidade esse universo para propor projetos, produtos ou obras adequados para cada demanda.
Independente do grau de conhecimento técnico sobre o tema, cada indivíduo possui uma leitura intuitiva sobre as cores. Ao se falar na cor amarela, o que vem a mente? Muitos podem responder: o Sol. O que o Astro rei traz como simbologia? Calor, verão, alegria. Essas interpretações são compatíveis com a cor amarela. Sabendo disso, o mercado publicitário cria embalagens de protetor solar com essa cor. O setor de cervejas adota muitas vezes esta coloração em suas campanhas.
A mesma reflexão pode ser feita para as demais cores, veja o caso do verde. O verde remete a natureza, a verdura, ao natural, ao saudável. Sendo assim, empresas com a preocupação voltada a esses elementos compõem suas logomarcas com tons de verde. Além disso, essa cor também remete a tranquilidade e ao equilíbrio, sendo muito utilizada em quartos de dormir.
O azul está associado ao céu, ao infinito e a paz; o laranja ao próprio fruto, ao sabor cítrico e a diversão; o violeta a flor, ao místico e a espiritualidade. O branco no ocidente, traz a paz e o preto a sofisticação ou o luto, entre outras possibilidades.
Esse universo das cores é muito rico e não acaba nesta discussão, cabendo mergulhar em outras leituras que abram ainda mais esse horizonte. Bons estudos!!!

Em foco: Paula Clerman

Por: Renata Mello
DSCN5094 a
Foto: Renata Mello, 2018 – Obra de Paula Clerman
A fotógrafa e artista paulistana Paula Clerman é uma profissional que tem captado cenas do cotidiano lisbonense a partir de uma nova óptica. De forma tranquila, ela caminha pela cidade portuguesa com o olhar aguçado, tentando entender as cores, as linhas, as formas e por vezes o caos encontrado nos bairros ricos em história.
Essa investigação espacial da cidade, culminou na exposição Tecitura do Espaço que pode ser conferida na Arte Hall Galeria até dia 27 de Abril. Os trabalhos apresentados resultam de uma abstração compositiva que agrega diversos fragmentos da cidade sem caracterizá-los. Paula reconecta os cenários a partir das suas linhas compositivas e gera algo novo para o expectador. Vale a pena conferir!
+ fotos no instagram: @renatamello.blog

Alta performance para Arquitetos

Por: Renata Mello

Alta performance profissional foi o tema que permeou as apresentações* da 15ª edição do evento Viva Decora Pro, que ocorreu na Cinesala da Fradique Coutinho nesta última terça (6). 

A pergunta chave das narrativas foi:

Como se destacar no mercado de arquitetura e se consolidar profissionalmente?

Esta indagação ecoou na mente dos participantes, que estavam atrás de respostas para melhorar suas práticas profissionais e consequentemente garantir acréscimo nas suas receitas.

Como conclusão dos debates é possível dizer antes do sucesso profissional é preciso almejar a alta performance pessoal. Responder sinceramente as desafiadoras perguntas: “Quem sou eu?”, “O que me move?”, “O que me motiva?” é a base do processo. Ter um propósito bem claro, para fazer os olhos brilharem faz parte deste desafio, pois as pessoas irão te contratar pelo que você acredita.

O segundo passo é a Gratidão! Agradecer por todos os desafios e conquistas, pois são as lições enfrentadas da vida que lapidam o ser e o prepara para novos estágios. Com o ato de agradecer, cria-se uma atmosfera muito positiva, propícia para o crescimento perene e verdadeiro.

O momento seguinte desta transformação pessoal é descobrir o que você faz com facilidade, quais são seus hobbies e a partir disso detectar qual necessidade do mundo você irá resolver. 

Com esta base estabelecida, fica mais claro expor suas idéias ao mundo, pois transmitirá fortemente a sua verdade e essa energia será intensa e autêntica, possibilitando criar alicerces profundos para o seu empoderamento no mundo.

O sucesso virá como consequência, através de consistência e persistência. Suas ações estarão alinhadas as suas verdades e o trabalho será sempre uma nova oportunidade para servir aos outros verdadeiramente, gerando com isso uma satisfação interior. 

A etapa seguinte após essa longa jornada interior e pessoal é o aperfeiçoamento profissional que pode passar por cursos de especialização ou mesmo um reflexão profunda sobre quais problemas o seu potencial cliente possui e como você almeja resolvê-lo.

O Viva Decora possui um manual chamado de “Ciclo de Encantamento” onde apresenta dicas importantes para além de solucionar problemas, criar um canal de comunicação ativo através das mídias sociais. Quem tiver curiosidade de ler: acesse o link.

Aos interessados em assistir os conteúdos expostos na 15ª edição do Viva Decora Pro, vejam os vídeos que se encontram abaixo.

Bons estudos!

Tudo o que você precisa saber sobre Proposta de Valor – Viva Decora PRO – 15ª edição

Fonte: https://www.youtube.com/watch?v=L2U99QnU8rM. Acesso em 09/03/2018

Painel “Um novo olhar sobre a decoração” – Viva Decora PRO – 15ª edição

Fonte: https://www.youtube.com/watch?v=5Ss5r3rhmv0. Acesso em 09/03/2018

Alta Performance pessoal – Viva Decora PRO – 15ª edição

Fonte: https://www.youtube.com/watch?v=-4vzStnvAxg. Acesso em 09/03/2018

 

* Apresentações:
Palestra 1: “Tudo o que você precisa saber sobre Proposta de Valor” por: Diego Simon
Palestra 2:  “Um novo olhar sobre a decoração” por: Nathália Candelária, Lufe Gomes
Palestra 3: “Alta Performance pessoal” por: Fernanda Chaud

Fundação Maria Luisa e Oscar Americano

Por: Renata Mello

A Fundação Maria Luisa e Oscar Americano localizada no Morumbi é um oásis em meio a cidade de São Paulo. O local abriga uma reserva vegetal de aproximadamente 25.000 árvores de espécies nativas brasileiras, que criam uma barreira natural que impedem a chegada de ruídos externos à propriedade, proporcionando aos visitantes um agradável passeio. 

Esse refúgio é ponto obrigatório aos amantes das artes e da arquitetura, pois encontra-se a antiga residência da família Americano, projetada pelo renomado arquiteto modernista Oswaldo Arthur Bratke. A construção datada de 1953 é um exemplo singular da arquitetura brasileira.

Hoje transformada em museu, aloja obras de arte de Cândido Portinari, Di Cavalcanti, peças sacras e principalmente objetos e quadros do período Imperial Brasileiro. 

Além disso, ao percorrer os caminhos naturais que circundam o edifício é possível encontrar belas esculturas posicionadas estrategicamente que embelezam ainda mais a visitação.

Sem dúvida, a Fundação agrega de forma harmoniosa a natureza, as diversas artes e a arquitetura. A boa música também não poderia faltar. Ao longo do ano importantes musicistas realizam concertos que chegam para somar neste ambiente que transpira requinte, bom gosto e sensibilidade artística.

Confira algumas fotos do local.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Fotos: Renata Mello

Curso:: Universo das cores na arquitetura de interiores: teoria e prática

Por: Renata Mello

colors-2971219_960_720

Foto: Pixabay

No primeiro semestre de 2018, Renata Mello ministrará o curso “Universo das Cores na Arquitetura de Interiores: teoria e prática” na Universidade Aberta do Tempo Útil da Universidade Presbiteriana Mackenzie.

O objetivo será instruir os alunos sobre o universo teórico e prático das cores para a aplicação harmônica nos diversos estilos de arquitetura de interiores. As inscrições estão abertas para todos os interessados maiores de 18 anos. As aulas serão terças ou quintas-feiras no período da manhã ou tarde em 16 encontros de 90 minutos. 

Valor do Investimento: 5 parcelas de R$ 160,00.

Para maiores informações: http://up.mackenzie.br/extensao/uatu/