Poesia: Momento Dourado

Por: Renata Mello

Imagem: Pixabay

PORTUGUÊS

Navegando pela memória;
Encontro um ponto dourado;
Momento mágico;
Guardado na infância.

Com os pés descalços;
Uma parede de azulejo branco;
E um balde de tinta verde;
Uma nova arte surgia.

O verde voava pela parede;
Pelo meu corpo;
Pelas minhas mãos;
Pelos meus cabelos.

Com os olhos brilhando;
E um largo sorriso no rosto;
A arte e a artista se conectavam;
E tudo ficava verde.

Passado e futuro não existiam;
Só o prazer do presente;
De tocar livremente com as mãos;
De viajar pela imaginação.

A entrega era total;
Não havia fronteiras;
Tinta, parede, arte e artista…
Tudo era uma coisa só.

Encontrei a criança que fui um dia;
E que ainda sou;
Deixa-me apresentar;
Sou a marciana.

POESÍA: MOMENTO DORADO
ESPAÑOL

Navegando a través de la memoria;
Encuentro un punto dorado;
Momento mágico;
Almacenado en la niñez.

Con mis pies descalzos;
Una pared de azulejos blancos;
Y un balde de pintura verde;
Surgió un nuevo arte.

El color verde voló a través de la pared;
Por mi cuerpo;
Por mis manos;
Por mi pelo.

Con los ojos brillantes;
Y una amplia sonrisa en mi rostro;
El arte y la artista estaban conectados;
Todo era verde.

Pasado y futuro no existían;
Sólo el placer del presente;
Para jugar libremente con las manos;
De viajar a través de la imaginación.

La rendición fue total;
No había fronteras;
Pintura, pared, arte y artista…
Todo era lo mismo.

Encontré la niña que fui;
y que lo sigo siendo;
Permita presentarme;
Soy la marciana.

Publicidade

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s