Croatá Laguna Ecopark: Smart City

No interior do Ceará está sendo construída uma cidade inteligente e sustentável contemplando habitações de interesse social dentro dos valores do Minha Casa Minha Vida

Por: Renata Mello 

A futura cidade brasileira inteligente e sustentável foi batizada como Croatá Laguna Ecopark e está localizada em Croatá, interior do Ceará, em uma posição estratégica, próxima do Porto do Pecém, Complexo Industrial e a 55 Km de Fortaleza.

Localização do empreendimento
Fonte: https://vimeo.com/108733232. Acesso em 19 Jan/ 2016. 

Devido ao potencial da região, principalmente do Porto, que se prevê ser o segundo maior do país em movimentação de cargas até 2025, atraiu o interesse de investidores italianos, que decidiram construir um projeto inovador no estado cearense.

A empresa Planet Idea de Turim recebeu o desafio de conceber o projeto arquitetônico e urbanístico para uma área de 327,77 hectares, onde foram implantados 15% de área verde, 5% de uso institucional, 5% de interesse social, 20% de viário, além de áreas para fins industriais, residenciais e comerciais.

Setorização da cidade
Fonte: https://vimeo.com/108733232. Acesso em 19 Jan/ 2016. Modificado pelo autor.

 O projeto situado em uma área periférica, foi planejado para possuir toda a infraestrutura de água, luz, energia, transporte, além de usos distintos do território e tecnologias para dar suporte aos moradores da região, sempre dentro dos preceitos da sustentabilidade.

Dentre as inovações previstas destacam-se:

1.       Habitações de Interesse Social que atendam as premissas do programa Minha Casa Minha Vida e que disponham de qualidade arquitetônica.

2.       Planejamento urbano focado na diversidade de usos, favorecendo para o encurtamento das viagens, estimulando os deslocamentos a pé e por bicicleta, com o intuito de minimizar os impactos ambientais e melhorar a qualidade de vida.

3.       Reaproveitamento das águas pluviais e de esgoto.

4.       Praças contendo equipamentos esportivos para gerar energia.

5.       Gestão da iluminação pública computadorizada.

6.       Rede elétrica subterrânea.

7.       Otimização das necessidades energéticas para os edifícios.

8.       Aplicativo para smartphones destinado aos moradores da cidade inteligente, possibilitando uma interação local entre as pessoas. Objetiva-se também o desenvolvimento de programas sociais, como hortas urbanas, bibliotecas digitais, entre outras.

9.       Empréstimos de bicicletas e motos, a fim de estimular o espírito comunitário.

10.   Vias dimensionadas e segregadas para atender adequadamente os pedestres, veículos e bicicletas.

Vista do Boulevard
Fonte: https://vimeo.com/108733232. Acesso em 19 Jan/ 2016. Modificado pelo autor.

As premissas expostas para essa cidade trazem intrinsicamente a aplicação da sustentabilidade nas esferas sociais, energéticas, econômicas e ambientais, implantadas não somente na arquitetura, mas também em práticas comunitárias. Outro aspecto relevante, refere-se à inserção da habitação social conectada a todos os setores, como comércios e serviços, além da preocupação com a qualidade do projeto das casas ofertadas, impactando positivamente na harmonia do conjunto arquitetônico e na qualidade de vida dos moradores. 

Bibliografia:

https://vimeo.com/108733232. Acesso em 19 Jan/ 2016.

COMUNITÀ ITALIANA. Rio de Janeiro: Editora Comunità LTDA, n. 206, 10 set. 2015.p. 20-22.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s